Caldo de Ervilha Sublime

quinta-feira, 10 de setembro de 2009
O Caldo de Ervilha Sublime foi um acaso. Era pra fazer uma ervilha que comeríamos como feijão. Mas o empolgadão aqui jogou tanta água, que ao abrir a panela de pressão deparou-se com uma espécie de leite verde. Daí, corri para a geladeira, apanhei o requeijão e, claro, a arma infalível que é a farinha de mandioca. Fiz a mistura básica. No final, deu bem certo.

Minha avaliação do Caldo de Ervilha Sublime: Bastante bom

Ingredientes

250gr de ervilha seca
3 cebolas brancas médias
4 dentes de alho picados
150gr de requeijão
1,5l de água morna
Sal a gosto
Farinha de mandioca
Azeite de oliva
Meio molho de coentro (picado)

Modo de preparo

Na panela de pressão, jogue azeite de oliva, deixe esquentar. Jogue a cebola, misture bem, deixando dourar o máximo possível. Jogue a ervilha seca, continuando a misturar. Só comece a jogar água quando não tiver mais jeito, mano, evitando - ora pois! - queimar. A água deve ser jogada aos poucos, mas não deixe ela cobrir a ervilha ainda. Jogue também o sal. O negócio é deixar cozinhando com pouca água durante uns quinze minutos, sempre jogando mais quando necessário. Jogue o coentro picado e o alho. Feche a panela de pressão e deixe cozinhar por cerca de 30 minutos em fogo baixo. Daí, abra a panela: deve estar um líquido leitoso, tudo meio dissolvido. Religue o fogo baixo, deixe cozinhar enquanto você apanha a farinha de mandioca. Você precisará de duas a três mãos de farinha. Faça assim: pegue um punhado de farinha de mandioca e deixe ela escorrer pela mão enquanto você mexe o caldo, evitando formar bolotas de farinha (se formar, esprema depois com um garfo). Lembre-se que são de duas a três mãos e o resultado final deve ficar um pouco mais consistente que uma sopa. Depois, desligue o fogo, jogue o requeijão e misture bem. Jogue o azeite e misture bem (azeite nunca é demais!). Tampe a panela, espere uns 10min. Abra, ficará assim:


Sirva em cumbucas e corra para o abraço da galera ou o beijo de sua paixão!

Sugestão de consumo: com peixe frito


Feedback da moçada maluca

1 comentários:

  • Juliana Bratfisch

    Foi a melhor receita até agora!

  • Postar um comentário